Arquivo de Tag | 3º trimestre

Mês #9

Pois é, chegamos no fim da novela! Quer dizer, ainda não vimos o último capítulo, mas rola um spoiler de que vai ter final feliz…
Faltando exatamente uma semana para a DPP estou já que não me aguento: quero ver a carinha da bezerrinha, quero começar a ser mãe, quero que o barrigão pare de pesar, que os meus pés desinchem…mas ao mesmo tempo dá medão né, e quase que torço pra ficar assim mais um tempo. Contradições gravídicas!

Na última ecografia nos confirmaram que a Laia estava de cabeça para baixo, pronta para a ação, e no percentil 45, bem na média (calcularam uns 2,8kg na semana 36). Eu fiquei super contente porque ambos dados me dão mais confiança de que poderemos tentar um parto natural sem maiores complicações. Ou seja, meus 16kg (!!!) são praticamente só meus mesmo e a coitada da guria nem tem culpa nessa gordureba toda… mas na última consulta nem tomei puxão de orelha, porque cheguei a perder 300gr depois de começar a licença. Não sei se foi porque não parei quieta, ou se porque estou comendo frutas e tomando sucos e chás como louca, só sei que curti a surpresa.

Aliás, estar de licença é tudo de bom! Poder descansar quando precisa, poder arrumar a casa e as coisas da bezerrinha no teu ritmo, resolver todas as pendências e estar tranquila de que quando nasça está tudo resolvido.

O calor deste lado da linha do Equador está acabando com a minha paciência, enfrentar as últimas semanas de gestação com temperaturas altas é bem complicado. Os pés são duas bolas as 24 horas do dia, eu suo feito bicho mesmo quando para os demais mortais o calor nem está tão forte, e dormir ficou ainda mais difícil. Eu agora antes das 3-4h da matina não prego o olho, mesmo quando estou acabada, mas pelo menos no dia seguinte posso compensar levantando mais tarde ou tirando umas siestas. O chuveiro agora é o meu melhor amigo, posso passar por ali umas 4 vezes no mesmo dia.

Malinhas prontas, o cantinho da bezerrinha devidamente organizado, e eu super atenta para captar os primeiros sinais que indiquem que chegou a hora. Aliás, será que é normal estar na semana 39 e não sentir absolutamente nada? Nem Braxton Hicks, nem tampão, nem nem nem… o que só deixa a pessoa ainda mais ansiosa, pensando que podemos passar de contagem regressiva a progressiva!

Bueno, faltando os últimos dias e as emoções finais da minha saga, só posso concluir que tive uma gravidez maravilhosa, sem sobressaltos, com todos os sintomas de enciclopédia mas tudo dentro da maior normalidade, e que se é assim que venha o resto da manada! 😉

Deixo a última fotinho da pança, depois faço uma montagem para ver todas lado a lado, e SUERTE PARA NOSOTROS:

blog9

Anúncios

Mês #8

Post mega atrasado, mas tá valendo!

Eu jurava que tinha passado incólume, que além das gordurebas e celulites totalmente reversíveis eu ia superar a gravidez com um “corpitcho” mais ou menos bacana, pero as temidas estrias surgiram! Não sei como nem quando, mas em um belo dia de praia, eu tentando me esticar um pouco no sol e o Tourinho anuncia: fofinha, acho que tu tens umas estrias na barriga! Pausa dramática para a minha cara que ficou ali enterrada na areia e louca para me olhar num espelho. Pois sim, mais ou menos meia dúzia de risquinhos vermelhos na parte de baixo da pança, e mais alguns poucos embaixo dos peitos. Já passei da fase de lamentação, mas né, “chatiada”…

Isso somado aos 4 quilos extra que resultaram num esporro da comadrona foi o top do oitavo mês!

O cansaço começou a pegar, a pessoa já não tem ritmo nenhum para caminhar e juntando com o estresse que foi este mês no trabalho, me dei conta de que já era hora de baixar o ritmo. Além disso a insônia está super forte, eu sempre fui assim, mas agora fico meio preocupada de não descansar o suficiente para cuidar da minha filhota. Menos mal que tínhamos a nossa semana de férias, que foi beeeeem tranquilinha, sem fazer nada mesmo, só ir na praia e na piscina e nada mais, mas com a decisão de na volta pedir uma licença e ir para casa, para ajeitar o curralzinho e cuidar de nós duas.

Continuo frequentando a piscina e as aulas de preparação para o parto, ótimas oportunidades de rir (e chorar) com outras barrigudas sobre tudo o que acontece conosco, e para ir tirando dúvidas, aprendendo truques e “novidades” do mundo materno, que mesmo lendo revistas e blogs a gente não aprende sozinho.

A ficha começou a cair de que dentro de muito pouco tempo vou ser mãe, e responsável por um serzinho, e isso é muito, mas muito louco. Tive até uma crise de choro, bem desafogando mesmo, pensando se vou “saber parir”, como vou me comportar como mãe, se saberemos o que fazer ao trazer o pacotinho para casa… Aliás, acho que tudo o que não chorei durante a gestação tenho despejado neste último trimestre. Tudo é motivo para abrir a torneirinha e molhar a cara. Ah, e falando em líquidos, a mijadeira é impressionante minha gente. Céus, como é possível a pessoa levantar da patente já com vontade de fazer xixi de novo? Pelo menos na madruga não são tantas vezes que tenho que levantar como no primeiro trimestre, mas andar na rua com uma sensação quase permanente de ter pipi é foda!

No próximo mês tenho resultados de exames e a última eco, que indicará o peso aproximado da bezerrinha, se ela está posicionada ou não, e se tudo pinta bem para o finalzinho da gravidez.

E a foto do barrigón:

blog8

Mês #7

 

 

 

 

 

Terceiro trimestre, agora a vaca explode! Hehehe, exagerada eu? Capaz!

 

Tive consulta com a comadrona e os resultados dos exames estavam todos ok, mas pelo jeito o ferro ainda está um pouco baixo e ela me mandou tomar dois comprimidos por dia. Fiquei muito feliz de não ter engordado tanto nesses meses, mas no total já cheguei a 10kg e isso se nota no espelho (e até sem olhar no maldito). É perna grossa, bracinho bisnaga, e até uma papadinha que surge em alguma foto… e a celulite tomando conta de todas essas áreas! Só se salva a barriga esticada, mas até nas panturrilhas aparece a desgraçada. Juro que tento não encanar, mas tem dia que é dose encarar esse corpo tão “boteriano”. Pelo menos as aulas de natação dão resultados, praticamente não sinto dores nas costas, minha capacidade respiratória está melhorando, e o mais divertido: posso bater papo com outras barrigudas!

 

Fisicamente não posso me queixar: azia só de vez em quando, a fome é grande mas já habitual, os pés incham depois de horas sentada no trabalho mas é o que há, e a coleção de almofadas ao meu redor na cama só vai aumentando conforme vou ficando mais desconfortável. Em resumo, tudo nos conformes.

 

A Laia está feliz da vida dando suas voltas pelas minhas tripas, e já tem praticamente todos os seus apetrechos comprados! Ainda faltam lençóis e toalhas, mas o grosso já está em casa e tudo no seu lugar. Admito que cada vez mais tenho vontade de preparar o ninho, mas vou tentar controlar os impulsos e assumir a síndrome só nas últimas semanas.

 

Fizemos nossa última viagem internacional antes de sermos papais e curtimos cada momento, mas ainda temos guardadas umas pequenas férias no mês que vem para veranear (lembrem-se que estou no hemisfério norte) e torrar no sol antes da chegada da bezerrinha. Depois disso ou leva a cria junto, ou deixa com avós/ tios/ dindos/ amigos… mas vai saber quando?

 

Nas próximas semanas faremos nosso ensaio fotográfico de barrigão e eu não vejo a hora, adoro e sempre quis fazer um! Quando tiver as primeiras fotinhos posto aqui. Por enquanto fica o registro do mês:

blog7