Arquivo de Tag | Maria Rita

A minha canção de ninar

Há alguns anos fui a um concerto da Ná Ozzetti no maravilhoso Teatro São Pedro, em Porto Alegre. Ela é uma prima distante e eu acompanhava minha mãe e avó, em um programa quase mais familiar que cultural. Entre tantas melodias bonitas, houve uma que me emocionou profundamente, lembro que quase chorei de tão linda que era: “Estrela, estrela” do Vitor Ramil. Acho que no mesmo dia disse à minha mãe que acabava de conhecer a canção com a qual eu embalaria os filhos que eu ainda teria.

Tempos depois ela lembrou disso e me mandou um link com a letra e a música em vídeo, para eu ir memorizando tudo para quando o bezerrinho chegasse. Existem algumas versões na internet e é difícil escolher a melhor, mas descobri que minha “ídala” Maria Rita também gravou essa maravilha e acho que acabarei ficando com essa, mas fiquem à vontade para escutar todas e decidir qual é a mais gostosa de ouvir: Maria Rita, o próprio Vitor Ramil, e o Milton Nascimento.

E a letra para acompanhar:

Estrela, estrela
Como ser assim
Tão só, tão só
E nunca sofrer

Brilhar, brilhar
Quase sem querer
Deixar, deixar
Ser o que se é

No corpo nu
Da constelação
Estás, estás
Sobre uma das mãos

E vais e vens
Como um lampião
Ao vento frio
De um lugar qualquer

É bom saber
Que és parte de mim
Assim como és
Parte das manhãs

Melhor, melhor
É poder gozar
Da paz, da paz
Que trazes aqui

Eu canto, eu canto
Por poder te ver
No céu, no céu
Como um balão

Eu canto e sei
Que também me vês
Aqui, aqui
Com essa canção

Anúncios