Arquivos

Maternidade real

Outro dia a Romana do É a mamãe sim e a Carol do Meu parasita querido postaram fotos para ilustrar a realidade da maternidade nas casas delas, inspiradas em uma fotógrafa que registra momentos banais da vida dela com os filhos. Como eu sou uma pessoa super criativa e original, vou imitar as duas e publicar umas fotinhos do meu dia-a-dia com a Bezerrinha. Obviamente não fui capaz de fazer todas as fotos no mesmo dia, nem de postar antes, porque sou um desastre em administrar meu tempo e o blog…bueno, bienvenidos a nuestro corralito!

 

20140521-020947.jpg

para que brinquedo?

20140521-021001.jpg

sim, comemos na frente da tv, me julguem…

20140521-021026.jpg

trabalho infantil

20140521-021053.jpg

assim sou eu a maior parte do dia, de pijama, cabelo preso, e sentada no chão!

20140521-021106.jpg

e a pia estava até vazia, porque tem dia que nossinhora!

20140521-021114.jpg

nas “oropa” tanque é artigo raro, roupa suja se lava na pia…

20140521-021140.jpg

e o dia/noite começa/acaba sempre igual, tetinha da madrugada…

O book da Vaquinha prenha

Eu sempre amei essas fotos de grávida e só estava esperando a minha vez de “modelar” por um dia… desde antes de engravidar venho olhando tudo o que encontro na internet e me inspirando, e há umas semanas chegou o momento de eternizar a gestação em uma sessão de fotos pra lá de especial.

Encontrei uma fotógrafa super querida e que nos ajudou a escolher o cenário perfeito para imortalizar a espera pela Laia: uma praia do Mediterrâneo, Sitges, que tanto nos encanta!

Aqui ficam algumas das nossas favoritas:

esperando_laia-3

esperando_laia-50

esperando_laia-6

esperando_laia-51

esperando_laia-7

esperando_laia-48

esperando_laia-26

esperando_laia-35

esperando_laia-58

Pastando por aí

Não são uma fofura?

 

Pastando por aí

Hoje é sessão “cineminha”…

  • Trailer do documentário “O Renascimento do Parto” visto no Super Duper. Fiquei muito interessada em assistir o filme final:
  • Não lembro onde vi pela primeira vez, mas logo alguns blogs mamíferos começaram a comentar também sobre o documentário “Muito Além do Peso”. Dados chocantes, e a sensação de que tudo o que fazemos está errado. Caso alguém ainda não tenha visto:
  • Um vídeo promocional do Google, mas que achei fofo:
  • E os homens sentindo as dores do parto? Simplesmente hilário (visto no Pinterest):


Pastando por aí

Hoje, imagens:

  • Fotógrafo que retratou alguns casais grávidos na hora de dormir. Eu sei que ultimamente só durmo com almofadinha entre os joelhos, de lado e às vezes de pança pra cima bem espalhada, bem que queria ver uma foto!

  • Um pouco de humor sobre a amamentação (espero sinceramente não sofrer muito!):

maitena_amamentar

  • Eles devem pensar bem isso mesmo não? (visto no Facebook)

realname

  • Já nasceu “causando”:

 

Pastando por aí

  • Artigo sobre a depressão pós-parto (e torcendo para não passar por isso!): “Desvendando as dores de ser mãe”
  • Vídeo bem bonitinho sobre a “Escola de mães”, porque nós não nascemos sabendo de tudo*: http://www.perestroika.com.br/maes/#
  • Quero começar a fazer uma sessão diária de música para a bezerrinha na barriga, e essa imagem muito fofa representa o desejo*:

foto face

  • Essa eu não podia deixar de lado… será que esse é um mal das mães modernas? Ou essa é uma vaca mesmo (no pior sentido da palavra)?

disaster mom

*a vacavó foi a colaboradora nestes itens! 😉

E as compras da Vaquinha?

Outro dia falei que uma das minhas atividades favoritas é comprar! Amo ir de loja em loja, voltar de sacolas na mão, não ter lugar no armário para tanta tralha. Louca assumida, mas não mordo ninguém. Daí que esse vício só se viu agravado aqui na Espanha, onde as liquidações – rebajas – são de chorar de emoção, com descontos de até 80% (!!!!), e a pessoa aqui fica contando os dias para começar a peregrinação atrás das barbadas.

Obviamente este ano tive que puxar o freio: primeiro porque tenho que ser mais responsável e pensar no bezerrinho que vai chegar, e segundo porque nada me serve! Mas nem que eu não quisesse, tive que ir às lojas, com a árdua tarefa de encontrar roupas confortáveis, “esticáveis” e baratas. E não é fácil… as roupas de gestante realmente bonitas são caríssimas, e eu me recuso a pagar tanto por peças que serão usadas por tão pouco tempo. As grandes redes onde costumo fazer a festa já não têm coleções específicas, com exceção da H&M que eu adoro, mas sinceramente não se puxam muito para as premamás.

A solução foi garimpar em tudo quanto é loja buscando as roupas mais soltinhas, comprar umas leggings aqui, uns vestidos e blusas de malha compridos ali, e misturar tudo. Só uma calça jeans e um par de camisetas foi o que comprei nas seções de “miss pancinha”. Bueno, e dois sutiãs porque a coisa estava ficando séria.

Ah, e os acessórios! Lembrei que a De do Bem que se quis falou dos cintos e já comprei uns fininhos para quando já não faça frio, para mostrar que não, não estou gorda, mas grávida.

Vou ver se busco alguns links com dicas e composições interessantes mais tarde, mas abaixo mostro algumas das minhas combinações com roupas que já estavam no armário e/ou recém adquiridas (favor não reparar em caras, cabelos, cenários e qualidade das mesmas, hehehe):

roupas