Arquivos

11 meses de bezerrices

Esse mês foi bem caótico por causa da mudança e o próximo será pior ainda, mas vamos lá! A bezerrinha cansa de ficar correndo de um lado para o outro perseguindo uns pais que não param quietos e não lhe dão a devida atenção, e tem dia que fica bem estressada. Mas basta dar uma voltinha com ela que fica numa alegria só, é bem callejera. Adora ver a criançada, e “namora” os pais e mães alheios. E descobriu que sabe acenar, então distribui tchauzinhos por onde passa.
Saiu mais um dente na boquinha mais linda que há, também embaixo, e nada de aparecerem os de cima. Ela já parou um pouco com a palhaçada de morder meu peito, mas às vezes ainda pega nossos dedos e mãos de jeito.
A matraquice está forte, e chegamos à conclusão de que nem todas as sílabas são aleatórias e já rola “papapa” e “mamama” dirigidos às nossas pessoas. Pena que somos tão toscos que não tivemos aquele momento mágico de comercial lacrimejante. Mas a primeira palminha eu vi e achei linda, ela ficava olhando para as mãos impressionada com o barulho que faziam.
O quesito alimentação deu uma evoluída: se é comida que ela gosta, a bichinha come até raspar o prato. Mas oferece verdura, fruta, purês e ela vira a cara e não há cristo… Pouco a pouco vamos liberando alimentos mais “normais” e acho que assim que o menu dela for exatamente o mesmo que o nosso, vai deslanchar. Já que ela não aceita os cereais de manhã e de tarde damos pão ou bolachinha para bebês, e água sempre que lembramos. Mas o amor pela teta resiste e persiste!
No último fim de semana finalmente levamos a Laia para conhecer a praia! A areia dá nojinho e não quer tocar, e chorou no mar porque a água estava um pouco fria, mas foi se soltando e curtiu. A segunda ida foi ainda mais legal porque fomos as 4 famílias aqui do bairro, o grupinho que formamos ainda grávidas, um amor ver esses pequenos descobrindo um mundo novo.
Algo maravilhoso aconteceu durante umas semanas: dormimos noites inteiras! Todas chora da emoção…maaaas, só pra contrariar e o post não ser comemorativo, aviso que faz uns dias que pede uma teta na madruga.
E a última fofurice do mês: a doña Laia já é uma pessoa documentada, fez a sua identidade e passaporte espanhóis para poder viajar! Fina hein?

 

Adorou o feijao com arroz, mas já mudou de ideia...

Adorou o feijao com arroz, mas já mudou de ideia…

Curtindo uma praia com a bebezada!

Curtindo uma praia com a bebezada!

Fazendo compras com a mamae

Fazendo compras com a mamae

 

 

 

 

 

 

10 meses de bezerrices

Não teve tanta novidade como o anterior, mas cada mês merece ser comemorado e registrado!
Falei que tinha medo que rolasse uma queda da minha cama na hora das mamadas, dito e feito: um dia ela estava na tetada da manhã, ferrei no sono e acordamos com um barulhão e um choro horrível! Quase morri de culpa me achando malamadre, mas um pouco de peito e mimos foram suficientes para que a Laia estivesse rindo e conversando em poucos minutos. Mas a cabeça anda sendo atraída ao chão frequentemente, juro que tem hora que estou cuidando e não sei como em um segundo BAM! Porrada! E ela tem a habilidade de cair até quando já está deitada, incrível. Também já fez um kamikaze do sofá na hora da siesta e tivemos que adaptar o canto dos brinquedos para ser também caminha.

O novo cantinho da siesta

O novo cantinho da siesta

Além de estar atenta aos tombos agora é uma canseira só ficar em casa com essa bichinha, engatinha por toda a casa na velocidade máxima, levanta e abaixa milhares de vezes, morde cabos, chupa chinelos, come rejunte, papel ou qualquer outra coisa do chão… Tenho um filhote de cachorro e não uma bezerrinha! E essa hiperatividade está coincidindo com o nosso processo de mudança, então imaginem o caos.

Dentes de vampiro ou brinquedo inteiro na boca?

Dentes de vampiro ou brinquedo inteiro na boca?

Sem falar que o grude é incrível, se ela está distraída e saímos um minuto de perto ela vem imediatamente se pendurar nas nossas pernas. O jeito é levá-la onde formos e ir dando objetos variados para conseguir realizar simples tarefas!
E a obediência zero da pessoinha? O “não” é o mesmo que “dá um sorriso safado e segue atentando contra a tua segurança”. A gente insiste, mas o mais eficaz é mudar o foco, e levar a bichinha para outro lado.
Não saíram mais dentes, mas com os dois que deram as caras ela aprendeu a fazer algo beeeem bacana: morder o meu mamilo! Céus, já falei, já gritei e até uma palmada dei do susto (me julguem, mas foi reflexo mesmo). Sossegou, mas se seguir assim teremos que pensar seriamente em desmame, porque não curto masoquismo.

Meus dois dentoes!

Meus dois dentoes!

Eu vou enrolando pra não ter que falar de comida, mas tem que comentar né: HAJA SACO!!! Numa semana ela resolve que tudo é gostoso, na outra parece que desaprende a comer. Um passo para a frente e três para trás, bate o desânimo. Já me arrependi de nunca ter oferecido mamadeira ou chupeta, de ter começado com o BLW antes das papinhas, já pensei em fazer terrorismo e negar a teta até se entregar aos cereais. Enfim, tento respirar fundo e repetir pra mim mesma que um dia vai, um dia vai, um dia vai… Seguimos oferecendo diariamente as duas refeições principais, e dependendo da lua (a nossa, a dela, conjunções) algo de manhã e de tarde.
Espero poder contar que as coisas evoluíram no próximo mês!

Comemorando o mêsversário na piscina!

Comemorando o mêsversário na piscina!

 

 

 

 

6 meses de bezerrices

A cria está quase completando 7 e eu ainda não me prestei a registrar o mesversário, que vergüenza!!!

O marco mais importante desse mês? Lactância materna exclusiva durante 6 gordos meses! Palmas para nós, esse era meu maior objetivo para o começo de vida da bezerrinha, e estou super contente e orgulhosa.
Agora estamos começando a introduzir alimentos, fomos inclusive a uma palestra sobre baby led weaning que é o método que tentaremos aplicar aqui em casa, mas conto melhor no post do próximo mês, ainda vai bem devagar.

Outra coisa que tenho que comemorar é que finalmente consegui fazê-la dormir mais cedo. Observamos o comportamento que ela tem de noite e fizemos uns ajustes na nossa rotina e conseguimos ter um bebê desmaiado no berço por volta das 23h. Finalmente nos sobram uns minutos para conversar (ou lavar louça, arrumar bagunça, “zumbizar” no sofá…) antes de capotarmos na cama, apesar de que é necessário um certo sacrifício da minha parte de ficar uma (looonga) hora dando peito, nanando e fazendo luta livre. Isso não quer dizer que a Laia durma toda a noite, isso para mim já é memória de uma vida passada. Ela acorda para mamar de 1 a 3 vezes, depende da noite, mas não tem ficado acordada umas horas no meio da madrugada que era o que me matava.

Ela só quer sentar, detesta ficar deitada de barriga para cima, e de bruços fica bem se encontra algo muito interessante, daí empina bem a bunda, gira sobre o próprio eixo, dá uma empurrada com os braços para frente e para trás, e até já se virou algumas vezes, mas fica com cara de espanto sem entender nada.

Começou a “dançar” ao escutar música (se sacode toda ao estar sentada) ou quando fazemos muita farra para ela.

Ah e uma das coisas mais fofas: descobriu os niños e os cachorros. Espicha bem o pescoço seguindo aqueles que passam perto dela, e deixei ela socializar com um delicado dogue alemão que encontramos no parque outro dia. Com os amiguinhos eu fico meio controlando, porque ela belisca e arranha a gente e me dá medinho que ela machuque os outros bebês.

Eu acho que vi um cachorrinho! Quem vai lamber quem?

Eu acho que vi um cachorrinho! Quem vai lamber quem?

Múúúito felizes festas!!!

Tentarei aproveitar essa época para organizar um pouco o blog e preparar uns posts, mas desejamos de coração festas maravilhosas e um ótimo 2014 pra todo mundo!

20131226-192751.jpg

Tic-tac, contagem regressiva

Sei que estou devendo o post do 8º mês, mas essa não podia deixar de registrar: chegamos à semana 36, e isso significa que a bezerrinha pode vir a hora que quiser, sem ser considerada prematura! ÊÊÊÊÊÊÊ

Agora essa mãe desnaturada tem que se agilizar, preparar a mala da maternidade, e deixar prontinhas as coisas dos primeiros dias. Se tudo der certo na semana que vem começo a minha licença e vou poder me dedicar 100% à essa etapa final da gravidez e cuidar de mim e da Laia.