Arquivo de Tag | esponja

Ruim com ela, pior sem ela

Depois de quase 15 anos tomando pílula praticamente sem interrupção, eu estava doida para saber quem sou sem o bendito comprimidinho… ficava pensando que seria bacana ver como o meu corpo iria reagir sem “coisas falsas”, sendo natural depois de tanto tempo, que isso seria ótimo para mim.

Apesar de ter a eterna dúvida de se não é ruim estar sob efeito de elementos artificiais, eu adorava ter o controle sobre o meu ciclo menstrual (quem nunca emendou cartela para poder viajar e não ser visitada pela monstra em plena praia?), e apesar de ter tido um ou outro efeito colateral não podia me queixar.

Daí a pessoa abandona o método contraceptivo bem feliz, achando que tudo vai ser perfeito e BAM, dá de cara com o horror! E literalmente, porque todo dia me olho no espelho e só vejo uma ogra, a minha pele está que é um sebo só, cheia de cravos e espinhas, coisa que nunca tive nem no auge da minha puberdade. Esses vulcões se espalham desde a raiz dos cabelos até as costas e colo, e para completar tenho “unhas nervosas” que espremem, coçam, arranham e fuçam até marcar a pele. Tenho pavor de “coisas na cara”, sempre fico muito chateada com qualquer coisa que afete minha aparência (não sou miss, mas até que sou uma vaca interessante), é de chorar num cantinho.

E ainda fico com a paranoia de que a qualquer momento alguém vai se dar conta da minha transformação em Chokito, e vai fazer uma pergunta que não saberei responder. Ah claro, mais o fato já comentado de não ter ideia de quando vou menstruar (se supõe que hoje desceu, o segundo ciclo foi mais curto, 30 dias). E só para completar o quadro da dor, não sei se tem a ver ou não mas ultimamente ando bem esponja. Bah, chata hein?

Mas se tem alguma coisa boa em ter parado com a pílula, além de obviamente permitir uma gravidez, é que parei de ter os escapes (um sangramento entre os ciclos, que era um porre e que já perdurava há uns aninhos). E só!

Dá para pular tudo isso e ir logo para o momento deusa que muitas mulheres dizem sentir quando estão prenhas? Se bem que no ritmo que vou, certo que vou me sentir um bicho durante 9 meses…ai, ai, ai, coitado do tourinho.

3, 2, 1…

Amanhã vou buscar o resultado da citologia, e saberemos se a vaquinha está liberada para procriar. Ainda não falamos se já vamos abrir mão da camisinha ou não, mas o mais provável é que a gente aproveite para relaxar. Aliás, relaxados já fomos no mês passado, tanto é que eu fiquei meio nelvosa esperando minha menstruação.

É que eu ainda não sabia quando e como viria a dita cuja, e ao haver sido um pouco descuidados, comecei a ficar meio estressada no início do mês. Se o meu primeiro ciclo fosse de 28 dias, eu deveria ter menstruado mais ou menos no dia 27 de abril, mas tudo o que eu tive foi meio que uma TPM até o dia 30. Ok, já tinha lido que tinha que ter paciência porque o corpo ainda tem muito com o que se acostumar. Daí comecei a ter umas perdas de sangue, ah vai começar então, beleza! E fiquei na tal sujeirinha até o dia 4, 35 dias depois da minha última menstruação!

Eu já estava lendo tudo o que achava na internet, se era normal demorar, quais eram os sintomas de gravidez, se podia estar alguma coisa errada, blablablabla. O tourinho coitado já estava até rindo meio nervoso, e decidimos que se não descesse a monstra até o fim de semana faríamos um teste de farmácia. Nunca imaginei que fôssemos ficar tão maluquinhos já no primeiro ciclo. Enfim, li que tinha que esperar mesmo porque é normal que o nosso corpo fique meio pirado depois de parar com a pílula (mas também existem as abençoadas reloginho).

Para a próxima acho que não vai dar galho, porque estamos sendo mais disciplinados e porque estive numa fase esponja (tradução: assexuada, para desespero do marido).

Honestamente? Estou louca para abrir a porteira, largar a camisinha, relaxar e esperar que a natureza se encarregue do resto…já veremos!